segunda-feira, 28 de maio de 2012

Recado do Anjo


Queridas princesas e príncipes:

Vocês vão me desculpar, mas essa semana eu não vou deixar a minha mãe postar nada. É que minha festa de aniversário está se aproximando e eu quero que ela se concentre só em mim!
Falta minha mãe terminar os detalhes finais e eu não deixo muito tempo livre para ela decidir as coisas.
Bom, mas pelo que eu tenho percebido, minha mãe está super feliz, e contando os dias para a festa chegar logo.
Depois ela vai colocar as fotos aqui e vai dizer direitinho quem fez o quê!


Estou me empenhando para aprender a bater palminhas no grande dia. 
Eu diria até que estou praticamente um expert. O problema é que quando grandes aglomerações de pessoas se juntam para cantar os parabéns, eu geralmente prefiro ficar só assistindo.


Quando a festa passar, vou poder voltar a fazer meu passatempo preferido, que é "escalar coisas". 
Esse é o meu brinquedo preferido do parquinho, e caso vocês não tenham reparado, este brinquedo é de criança grande. 
Eu subo sem ajuda até o final, mas minha mãe vem atrás de mim igual a uma aranha, com medo que eu caia. 
Por fim, eu gostaria de agradecer a ajuda que vocês deram para a mamãe sobre o meu aniversário. 


Foram muitas fotos, dicas, e e-mail carinhosos!
Nós adoramos!

domingo, 27 de maio de 2012

É moda em Paris: Coque Desestruturado


Cada um tem o seu gosto. Eu, inclusive, até me considero como tendo um gosto bastante incomum para determinadas coisas.
Assim como as jaquetas de couro (que por sinal minha mãe não comprou nada em Buenos Aires, pois disse que elas estavam caras e feias - em Paris pelo menos eram caras e lindas), tem muita mulher usando esse estilo de coque. E eu... bem, essa moda eu vou deixar passar...

Até o meu marido reparou. Depois de alguns dias vendo inúmeras pessoas saindo de casa com o cabelo assim, ele não se aguentou e me perguntou "Lu, essa gente não penteia o cabelo antes de sair de casa?".
Eu falei pra ele que, na verdade, elas devem até per perdido em tempinho para fazer esse cabelo...digamos...desestruturado. Devem ter usado uma mousse para dar textura, devem ter desfiado alguns fios, devem ter feito umas três tentativas de coque antes de achar o "bolinho de cabelo" perfeito. Eu diria que gastaram no mínimo uns 20 minutos até chegar a esse...deixe eu encontrar uma palavra que defina o quero dizer...resultado.

Bom, pra quem é jovem - muito jovem - ok. Os jovens são tão lindos que podem usar qualquer coisa. E, de fato, era a parcela mais jovem da população que estava usando o coquinho.
Já eu...vou continuar procurando a jaqueta de couro ideal...

sábado, 26 de maio de 2012

Site para quem gosta de ler! (Elise Machado)


Muitas pessoas conhecem o blog Salada Mista, da minha querida amiga Elise Machado. Eu adoro e sempre que posso dou um pulinho lá para conferir os textos super bem humorados dela.
Eu me identifico muito com a Elise e já tive o prazer de conhece-la pessoalmente há alguns anos. Aliás, foi depois desse encontro que eu decidi que a Elise era uma pessoa a quem qualquer um gostaria de chamar de amiga.
Eu gostaria que tivéssemos mais tempo para estreitar a "amizade virtual", mas a Elise tem mil compromissos e uma filha linda, e eu tenho também o meu trabalho e um filhote de onze meses.
Mas tudo bem, internet existe pra isso (se não dá para estar perto de alguem, pelo menos vemos as fotos e lemos os posts).
A Elise é uma escritora nata e se eu fosse uma editora, já teria publicado um livro dela (ou quem sabe...UM LIVRO NOSSO).
Enquanto isso não acontece (mas vai acontecer em breve, posso até sentir isso), ela, que não é boba nem nada, resolveu fazer um site com histórias grátis e outras pagas, uma coisa bem democrática mesmo.
Espero que gostem da Elise, como eu!

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Castelo de Chenonceau


Gente, eu descobri que sou péssima com esse negócio de fazer vídeos para o blog. É por isso que eu não me animo a fazer mais. Fico imaginando se minha voz é assim anasalada "na vida real". E, definitivamente, sou muito mais fotogênica em foto do que em vídeo.
Mas eu sei que muitas pessoas são curiosas e adorariam ver eu me mexendo, andando e falando. Espero que não se decepcionem!
Este vídeo foi gravado no castelo de Chenonceau, o castelo das Sete Mulheres.
(agora, depois da minha presença, com certeza eles vão mudar o nome para o castelo das Oito Mulheres, sendo eu a oitava, lógico)
Catarina de Médicis, morou aqui. Diana de Poitiers, a amante do marido dela, também. Muitas, muitas intrigas ocorreram neste castelo, até porque, onde existe mulher, existe confusão. E essas duas alimentaram  muitas fofocas e confusões na corte.
Na verdade, Diana de Poitiers foi tutora real. Ou seja, foi a professorinha do rei. Esse negócio de tesão por professoras é antigo, minha gente. Ela era mais velha que o rei, confirmando o ditado que diz que "panela velha é que faz comida boa".
Foi ela quem escolheu a feiosa da Catarina para se casar com o reizinho, afinal, ela não ia ser besta de indicar uma beldade. Eu mesma teria arrumado uma manca, caolha, coberta de verrugas para se casar com o meu amante real, caso eu tivesse um. Espertinha, essa Diana de Poitiers.
De modo que a Catarina precisou aturar essa criatura durante todos os anos em que esteve casada com o rei. E só quando o infeliz faleceu, é que ela pôde expulsar Diana de Chenonceau e foi ela própria morar no castelo.
Mudou várias coisas na decoração do lugar, transformou uma ponte construída por Diana, em galeria coberta (ficou ótimo), e mandou fazer um jardim mais magnífico do que o plantado pela outra (ainda prefiro o da amante).
Deu festas inesquecíveis (tentando parecer querida e popular). 
São tantas as histórias deste castelo, pois ele teve tantas "donas", que se eu fosse falar de cada uma delas, teria que escrever um livro, não um post.
Seguem algumas fotos do castelo:


Um senhor idoso achou que eu era uma noiva por causa do vestido de renda branco e do chapéu com flores. Eu confirmei, disse que tinha me casado SIM, e rapidamente todo o grupo de turistas tirou várias fotos nossas (meu marido estava lindão, de blaser, também parecia um noivo).


Este é o castelo visto do nosso balão.


Aqui embaixo, a cozinha, com todas as panelas brilhando!


Momento tenso, em que invadi o museu de cêra, para tentar tirar uma foto no meio das Sete Mulheres do castelo. O alarme disparou (devia ter algum sensor, estilo filme do 007) e eu precisei fugir depressa. E as bonecas nem eram tão bonitas assim.


O "noivo" só esqueceu o cavalo branco, mas alugou um carro legal.


Mais informações sobre o castelo neste site:


Usei e Amei: Dr. Brandt Pores No More...COM COR!!!!

Eu já gostava desse produto, embora a retração dos poros seja uma ilusão de ótica, um efeito Cinderela. Mas o fato é que o efeito existe. Não é conto de fadas.
Eu tenho usado muito esta marca do Dr.Brandt. E é vendida nas Sephoras de Paris, o preço em euros é que não é muito camarada.

Agora resolveram colocar uma cor de base no Pores no More, para eliminar a necessidade de se passar base após o Pores No More. Na minha opinião, ele ficou bem parecido com o BB Cream que usei da mesma marca. A diferença é que a cor de base deste último é um pouco mais pronunciada do que a cor do BB Cream. Ou seja, já aviso de antemão que a cor não vai funcionar com todo mundo. Talvez eles resolvam lançar outras cores no futuro. 

Mas de resto, o creme é mesmo uma maravilha. A pele fica uma seda e os poros ficam minúsculos... pelo menos por algumas horas...
Quer saber? Na dúvida, eu levaria o antigo Pores, transparente mesmo. E se possível, comprem em lojas internacionais que façam a venda em dólares, não em euros.

terça-feira, 22 de maio de 2012

É moda em Paris! (ou seria epidemia?)

É moda em Paris! (ou seria epidemia?)

Eu nunca fui muito de reparar na moda das ruas. No que as pessoas estão usando. Até porque eu mesma tenho um gosto, digamos, que foge do convencional, na hora de eu me vestir. Então, quando uma peça fica super na moda, eu só compro se realmente me interessar.
É o caso dos bodies, por exemplo. Eu os adoro! A pessoa pode apanhar algo do chão sem "pagar calcinha", a roupa fica sempre no lugar... Mas já repararam que quando os bodies saem de moda, eles ficam muito difíceis de serem encontrados?
Quando eu cheguei em Paris, não tive como não perceber que tinha MUITA gente, HOMENS e MULHERES, usando a tal da jaqueta de couro preta. Sim, especificamente preta. Raramente eu via alguem usando em outra cor. Eu pensei que tinha chegado lá no Dia Internacional da Jaqueta de Couro Preta. Ou então, que alguma loja estava dando jaquetas de couro. Sei lá. Só sei que até tentei fotografar um vagão do metrô dominado por pessoas usando jaquetas de couro, porque vocês não devem estar acreditando em mim.

O ruim quando uma determinada moda pega, é que parece que a humanidade anda uniformizada. E vou dizer uma coisa, quando usamos todos nós o mesmo relógio Michael Kors, este é um acessório pequeno, não parece que está todo mundo vestido igual. Mas uma jaqueta de couro preta é difícil de ignorar. E consequentemente, começar a se inspirar loucamente, porque as pessoas podem usar esta peça com praticamente tudo (até com um espartilho e saltos, imaginem o fetiche!). E depois de ver a mesma roupa sendo usada de centenas maneiras diferentes, preciso admitir...saí de lá querendo uma jaqueta de couro preta loucamente! A moda me afetou!!!!

Mas também, eu vi pessoas usando a jaqueta com vestido longo, curto, pantalonas, saia de paetês (lá no Lido, que por sinal é chatíssimo), camisa transparente, camisa com laço (amo e tenho várias desde sempre), jeans, lenço no pescoço, blusas com dizeres, e até uma periguete européia (branca como uma vela) usando a sua com short jeans surrado e saltos estratosféricos (e perdeu uma boa chance de usar uma meia calça com o fio mais grossinho, pois estava um frio de rachar nesse dia, azar o dela).

Tentei comprar uma lá, mas as de boa qualidade estavam com preços proibitivos. Já encomendei uma para a minha mãe que está indo para Buenos Aires nesta semana. Consegui comprar uma de camurça, lá na galeria Lafayette, com 70% de desconto. Só paguei 100 euros. E não era preta, era cor de burro quando foge. Mas foi um ótimo negócio, ela adere no corpo e não me limita os movimentos.

Passeando nos shoppings aqui no Brasil, reparei que as jaquetas vão estar com tudo neste inverno, mas nós não estamos nos limitando à cor preta, ainda bem! Inclusive vi uma dourada na Zara, que era um espetáculo.

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Castelo de Ussé

Um dos castelos mais indicados para levar seus filhos, quando for ao Vale do Loire, sem dúvida alguma, é o castelo de Ussé.
Foi o castelo que inspirou a história da Bela Adormecida, e como vocês podem reparar, no final das contas, eu não me inspirei no príncipe Felipe para me vestir, mas sim na Bruxa. Estava acontecendo um passeio escolar no momento da minha visita, e as crianças piraram na minha roupa. Quiseram até tirar fotos comigo, e sinceramente esse foi um dos pontos atos da visita.
Lá dentro, bem no alto, existem muitas torres, cheias de escadinhas e cantinhos sinistros, e lá eles montaram as cenas principais da história da Bela Adormecida. E no fundo fica tocando a trilha sonora da Disney. Eu fiz um filme lá para mostrar para vocês, mas meu computador está com um vírus e ele só liga quando quer e desliga de repente. Resultado: fotos, eu ainda consigo carregar, mas os filmes (do balão, inclusive) estão complicados.
Antes que me perguntem, porque essa roupa preta fez o maior sucesso com os meus amigos do Facebook, eu comprei essa blusa de renda preta na Le Lis Blanc, e acho que ainda estão vendendo, pois comprei especificamente pensando nessa viagem.Fica legal também com um jeans ou uma calça branca. Na loja, colocaram essa blusa num manequim com shortinho, e ficou bem fofo.
Saiba tudo sobre a história do castelo de Ussé, neste site.


http://pt.wikipedia.org/wiki/Castelo_de_Uss%C3%A9

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Quais produtos de beleza comprar numa viagem?


Sem dúvida alguma, minha modalidade de consulta preferida é quando o paciente pede indicações de cremes para serem comprados em alguma viagem. Eu só rezo para que o local de destino seja algum lugar onde eu já tenha ido, para eu poder fornecer inclusive alguns endereços legais para realizar as compras.

A verdade é que existem produtos que valem a pena serem comprados no exterior...e outros não. Por exemplo, se você usa ácido retinóico, o melhor é comprar aqui no Brasil mesmo. O preço é super razoável e você precisa de receita médica, coisa que na maioria das vezes as farmácias importadas não aceitam (tinha uma em NY que aceitava receitas de dermatologistas brasileiros). Mas na maioria das vezes, quando um paciente nosso precisa comprar uma medicação com receita no exterior, o que acontece é que precisamos pedir favor aos nossos colegas estrangeiros de escrever e carimbar a receita. E isso dá um trabalhão, então preferimos reservar essa opção para remédios super-ultra-hiper-necessários, como medicações para câncer e afins.

Também não acho legal comprar protetor solar em viagens. Eles pesam na mala e cá entre nós, o mercado brasileiro está bem abastecido de marcas maravilhosas. A maior diferença é que no exterior encontramos frascos maiores e portanto mais econômicos. Mas se você trouxer galões e mais galões, litros de protetor solar, talvez precise desembolsar uma grana com o peso da sua mala na volta.

O ideal é comprar coisas que não são vendidas aqui. E em quantidade suficiente para ver um resultado. Não adianta comprar UM frasquinho daquele creme-sensação maravilhoso, se você não puder dar continuidade ao tratamento.

Invista também nas maquiagens, que são muito mais baratas por lá e as sombras, pós e etc, podem ser trazidos na sua mala de mão. As bases também podem ser trazidas (eles possuem muitas variedades de tons que não temos aqui), e eu atualmente prefiro as da Vichy e La Roche-Posay, do que as Chanel, Givenchy, etc...

Hidratantes corporais também pesam na mala e na minha opinião também devem ser comprados aqui no Brasil.

Produtos de cabelo são um delírio para as brasileiras e aqui é tudo muito caro. Como eles também pesam na mala, prefiro comprar as máscaras de tratamento, ao invés de shampoos e condicionadores.

Aparelhinhos dermatológicos como Clearsonic, esponja vibratória, sauna facial, e etc, também podem ser comprados no exterior, pois não existem no mercado nacional. Só tomem cuidado com os preços, porque o próprio Clarisonic, que é meio carinho, já possui diversos genéricos igualmente bons, e que custam menos da metade do preço.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Usei e Amei: Dr Brandt BB Cream Flexitone



( Estou escrevendo este post pela SEGUNDA vez! A louca aqui apagou o primeiro post sem querer)

Retomando...
A proposta dos BB Creams, vocês já devem estar lendo nas revistas dos últimos meses. Como a mulher moderna está com pouco tempo na vida (sem falar do pouco dinheiro no bolso, um fenômeno mundial), a indústria cosmética tem procurado agregar vários valores em um produto só. Algo que melhore a oleosidade, funcione como primer, hidrate, ilumine, funcione como antioxidante, protetor solar e base! Tudo num tubinho só!
Sim, estamos exigentes! Queremos tudo isso, lindamente embalado, e que funcione de verdade!
Bom, a verdade é que os BB Creams realmente são ótimos, mas determinados tipos de pele, principalmente as maduras, necessitam de cuidados mais específicos e porque não dizer...INTENSIVOS.
De forma que recomendo os BB Creams para as peles mais jovens.
Eu usei e adorei a proposta deste creme, pois ele vira uma base que combina com a maior parte dos tons de pele que existem. Preciso só testa-lo numa pele negra, acho que vou levar o meu na bolsa para o hospital e vou aplicar em alguem que tope.
A sensação é de que estamos aplicando um creme aveludado na nossa pele, funcionou super bem na Europa. Ainda não usei aqui no Brasil, onde a nossa pele sempre fica mais oleosa (mesmo em pessoas como eu, que estão usando isotretinoína oral).
Bom, nas fotos do post aí de baixo, eu estava usando o BB Cream do Dr. Brandt. Depois eu passei um pó compacto para dar este aspecto bem sequinho.
E, como eu falei antes, o clima lá ajudou.
De qualquer forma, acho uma boa aquisição, se uma viagem estiver nos seus planos. Aqui no Brasil só temos o BB Cream da Mac, que eu nunca testei. Se alguem souber de outro sendo vendido por aqui, por favor me avise.

Voltei!!!



Gente, estou FERVILHANDO de vontade de escrever muitos e muitos posts. Comprei alguns cremes novos e muitas BASES que ainda não chegaram ao Brasil (óbvio).
Comprei o BB Cream do Dr. Brandt, acho até que esse será o meu primeiro post sobre cremes.
Sempre volto de Paris meio deprê por conta das novidades que ainda não chegaram (e algumas definitivamente não chegam nunca) ao Brasil. Mas a internet facilita muito a nossa vida nesse sentido.
Tenho também muitas dicas de Paris e do Vale do Loire (ANDEI DE BALÃO, acreditam?), mas esses posts de viagem irei soltando aos poucos para não entediar as pessoas que não estão indo tão cedo para a França (sem contar que blog com "mono-tema" fica muito chato).
E tem os preparativos da festa do gordinho, que estão indo muito bem. Por falar no Gabriel, graças a Deus que ele ficou super bem na minha ausência, e me recebeu de volta com um sorriso de um milhão de dólares nos lábios (eu já falei pra vocês que ele me confunde com a minha mãe? Pois é, acho que isso me ajudou, afinal das contas. É quase como se eu tivesse um clone para me ajudar a cuidar dele).
Engordei - por baixo- uns cinco quilos nessa viagem. Em posts futuros vou mostrar e explicar o porquê.
Vou falar o que as francesas estão usando no momento, e de como elas me inspiraram para montar looks para o nosso "inverno" brasileiro.
De resto, tenho muitos e-mails para responder e coisas para colocar no lugar. E matar as saudades de vocês, da família, da minha casa e dos meus pacientes.
Bom, estou escrevendo este post na quarta-feira de madrugada, porque ainda estou desajustada com relação ao fuso, mas podem aguardar posts legais em breve!


obs. Olhando as fotos da viagem, sem falsa modéstia, acho que minha mãe realmente caprichou nas minhas agulhadas pré-viagem. Antes que me perguntem se estou photoshopada, saibam que não, meu rosto é resultado de um botox bem feito (eu estava com uma ruga na testa que foi difícil de ser atenuada), e de um preenchimento super natural (e também de uma boa maquiagem). Mas falaremos mais sobre isso no futuro.

terça-feira, 1 de maio de 2012

Ferias

Sistema de Tratamento Skingen



Preparem-se, vocês vão começar a ler sobre o sistema de tratamento Skingen em revistas e blogs de beleza. Este vídeo explica direitinho todas as etapas do processo. Primeiro, vou explicar em poucas palavras e depois eu conto o que penso sobre isso.

Acontece assim:
O paciente vai à consulta, e o dermatologista realiza uma biópsia da pele com um aparelho chamado puch. O punch usado (existem punchs de diversos tamanhos) tira um pedaço de pele tão pequenininho, que muitas vezes nem precisamos dar pontos.
O médico envia essa amostra de pele para o laboratório, que fará a avaliação do seu grau de envelhecimento, e do nível de funcionamento de alguns gens, que podem influenciar na aparência da sua pele.
Feito isso, e levando em conta o exame físico feito no consultório, o médico determina exatamente o tipo de tratamento que a sua pele necessita naquele momento e faz uma formulação especial, específica para você. Que, inclusive, leva o seu nome no frasco. #detalhefofo

O que eu penso de tudo isso:
Bom, desde o início dos tempos, nós médicos prescrevemos nossos medicamentos e cosméticos para a pele, com base no que vemos. E isso nunca irá mudar, independente da evolução científica. Independente das análises de gens, e das triplonanotecnologias.
É claro que eu estou empolgada com tudo isso, e pretendo usar nos pacientes que desejarem. 
Porém, não acho que isso signifique que os pacientes que não fizerem a biópsia da pele, não terão um tratamento específico e individualizado.
Existe uma coisa chamada ectoscopia, e é por conta disso (e da ética médica) que não posso sair sugerindo cremes para as leitoras que me pedem por e-mail ou comentários. Ectoscopia significa olhar o paciente, examina-lo com os nossos olhos. E até agora, meus olhos nunca me enganaram em relação ao grau de envelhecimento de uma pessoa (para outras coisas ele já me enganou sim).

Então, resumo da ópera:
- A proposta de tratamento Skingen é super moderna e pretendo sim aplica-la nos pacientes que quiserem.
- Não tenho certeza se o laboratório cobra um valor para a avaliação da pele e outro para a manipulação do creme, mas acho que sim. Sendo assim, além da consulta e do creme, o paciente terá mais um custo com a biópsia.
- Depois que aquele médico de fertilidade inseminou mais de 600 mulheres com o seu próprio esperma, morro de medo de mandar minhas células para um laboratório. Eu sei que é bobagem da minha cabeça, mas já imaginaram se resolvem me clonar? O mundo não aguentaria duas Lucianas. Por outro lado, se eu ficar pensando assim, nunca mais poderei fazer um exame de sangue.
- Sim, eu morro de curiosidade de saber exatamente como andam os meus gens belezísticos. E quem não morre?
- Enfim, adoro presenciar a evolução científica, e esse sistema parece mesmo algo do futuro, mas com calma, um passo de cada vez. Assim que um paciente meu usar este sistema e aprovar, eu conto para vocês.

Quem somos nós:

Minha foto
minhapele@ig.com.br, Rio de Janeiro, Brazil
Uma médica que ama dermatologia, medicina estética, e principalmente, ADORA o que faz. Um cirurgião plástico apaixonado pela profissão.

Siga "Minha Pele" no seu e-mail...

Acompanham este blog:

Onde você está???